COMPARTILHAR

A presença de área e ótima fase do paraguaio Lucas Barrios foram mais uma vez fundamentais para o Grêmio seguir com o sonho do tricampeonato da Libertadores. Contra o Botafogo em Porto Alegre, foi dele o tento na vitória gaúcha por 1 a 0 que colocou o time de Renato Gaúcho na próxima fase do torneio onde enfrentará o Barcelona de Guaiaquil.

Leia mais: Ponte Preta vence Sport, mas não consegue avançar na Sul-Americana
Flamengo goleia a Chape e avança na Copa Sul-Americana

Os primeiros cinco minutos tiveram em sua maioria uma postura mais agressiva dos donos da casa, atacando principalmente a saída de bola botafoguense para tentar “sufocar” o time carioca. Foi inclusive assim que, de fora da área, o Grêmio passou perto da abertura do placar em chute forte de Bruno Cortez de fora da área.

Mesmo pressionado, o Botafogo chegou com perigo após toque de calcanhar de Bruno Silva em grande defesa de Marcelo Grohe onde, no rebote, o volante Rodrigo Lindoso foi travado.

A grande chance da primeira etapa para os donos da casa aos 20 minutos ainda estava por vir. Girando em cima do seu marcador, o atacante Fernandinho chutou de peito de pé e fez a bola explodir no travessão do já “conformado” Gatito Fernández. A partida ganhou bastante em equilíbrio e o Fogão não deixou por menos no quesito bola na trave. Após roubar a bola ainda no campo de ataque, Bruno Silva encheu o pé e a bola carimbou o poste esquerdo de Grohe.

Depois desse lance, o time do Rio de Janeiro foi quem passou a dominar as ações do jogo tanto em chances como na transição defesa-ataque que começou a ser superior a capacidade do adversário em marcar com a mesma precisão do início do jogo. Não à toa, em pelo menos outras três oportunidades, Marcelo Grohe foi muito exigido pelo ataque do Botafogo.

O segundo tempo começou com Gatito operando um verdadeiro milagre em cabeçada no ângulo de Michel, tentando os anfitriões o mesmo empenho do início da partida.

E, mesmo com uma continuidade dos visitantes com mais estabilidade no confronto e parecendo executar com mais sucesso sua proposta de jogo, quem fez a festa da torcida foi Lucas Barrios para o Grêmio. Com 17 minutos, depois de cobrança de falta de Éverton, o paraguaio se antecipou a marcação e cabeceou para finalmente vencer Gatito.

O gol obrigou os botafoguenses a se abrirem um pouco mais no seu sistema defensivo, situação que favoreceu com que os gremistas começassem a usar também os “nervos” para desestabilizarem os atletas do time carioca.

Conseguindo segurar a partir daí em boa parte do tempo o duelo em um ritmo que lhe convinha, o Tricolor Gaúcho segurou sua vantagem mesmo nos minutos finais diante da “blitz” do Botafogo e se garantiu nas quartas de final do torneio continental.