COMPARTILHAR
Foto: Divulgação San Lorenzo

Na noite da última terça-feira, o San Lorenzo empatou sem gols com o Atlético-MG no Independência e garantiu uma vaga na segunda fase da Copa Sul-America. Além da classificação o torcedor do Ciclón ganhou outro motivo para comemorar: Eliminou mais um time brasileiro.

Leia Mais: Técnico do San Lorenzo exalta a épica classificação contra o Galo
Deportivo Cali é derrotado pelo Danubio, mas avança na Sul-Americana

O Galo não é o primeiro tupiniquim que fica pelo caminho quando encara o time do Papa Francisco. Na temporada 2014, o San Lorenzo conquistou a Libertadores e durante a sua trajetória teve dois brasileiros no mata-mata: Grêmio e Cruzeiro.

O primeiro a cruzar o caminho do time argentino foi o Grêmio. No primeiro jogo, em Buenos Aires, o San Lorenzo conseguiu vencer pela vantagem mínima e chegou a Arena com a possibilidade de jogar por um empate. Nos minutos finais, quando tudo parecia decidido, Dudu, hoje no Palmeiras, marcou o gol gremista e levou a disputa para os penais. Na marca da cal, melhor para o clube argentino, que venceu por 4 a 2.

Nas quartas de final foi a vez do Cruzeiro. Assim como o Grêmio, o time Celeste perdeu o duelo de ida por 1 a 0 e chegou ao Mineirão com a expectativa de avançar no torneio continental. Apesar da festa nas arquibancadas, quando a bola rolou a história foi diferente e o San Lorenzo segurou um empate por 1 a 1 para avançar.