Foto: Divulgação

A missão do Bolívar na noite da próxima quinta-feira (2) no estádio Hernando Siles é bastante difícil para não dizer que beira o impossível. Diante do Deportivo Cali, o time Celeste precisa reverter um 4 a 0 sofrido no embate de ida para seguir caminho na Copa Sul-Americana.

Leia mais: Jornal argentino ironiza lance de Vinicius Junior em estreia pelo Real
Miguel Herrera rechaça voltar a seleção do México para continuar no América

Do lado Azucarero, são três jogos no retorno as atividades oficiais pós-Copa do Mundo onde o time comandado pelo veterano centroavante argentino José Sand ainda não perdeu. Além da própria goleada sobre o Bolívar em casa, houve um empate contra o Envigado e uma vitória contra o Atlético Huila pelo Clausura colombiano.

Por sua vez, o Bolívar ainda procura um melhor encaixe e mostra claros sinais de como a eliminação na semifinal do Apertura boliviano para o The Strongest. Foram três rodadas no Clausura com duas derrotas (4 a 2 para o Royal Pari e 3 a 2 para o San José) e, mais recentemente, uma goleada em tom de alívio por 3 a 0 sobre o Aurora.

A equipe do Deportivo Cali que está concentrada em Santa Cruz de la Sierra e pretende ir apenas no dia da partida para La Paz tentando minimizar os efeitos dos 3,6 mil metros de altitude deve ter apenas uma alteração. Juan Camilo Angulo, que jogou a primeira fase da Sul-Americana pelo arquirrival América de Cali, dá lugar a Daniel Giraldo.

O Bolívar, animado pelo 3 a 0 do último final de semana, deve manter a escalação pensando no compromisso da competição continental, sendo ela Fernando Laforia; Edhemir Rodríguez, Erwin Saavedra, Luis Gutiérrez e Leonel Morales; Pablo Pedraza, Felipe Rodríguez, Juanmi Callejón e Leonel Justiniano; Juan Carlos Arce e Marcos Riquelme.