SHARE

*Alex Dias de Souza

Mesmo atuando com time reserva, o Grêmio teve uma boa atuação e se despediu de 2017 com uma derrota fora de casa. No estádio Independência, o tricolor Gaúcho fez um jogo de sete gols e acabou derrotado por 4 a 3 com o Atlético-MG em um jogo eletrizante que garantiu ao menos a 3ª colocação da tabela do Campeonato Brasileiro para os gaúchos.

Leia mais: De olho na Liberta, Galo recebe o Grêmio no Independência
Jogadores do Grêmio pedem “um minuto de silêncio” para o Internacional

Com o resultado, os gremistas perderam a chance de ficar com o vice-campeonato. Já os mineiros, decepcionaram e terminam a temporada de forma melancólica ficando na 9ª colocação dependendo agora da conquista do título do Flamengo na Sul-Americana, para entrar no grupo de classificadas para a Copa Libertadores de 2018.

O jogo

O Grêmio entrou em campo com um time cheio de garotos, que não se intimidaram ao longo da primeira etapa e jogaram muito bem diante de vários jogadores experientes do Atlético-MG, que começou o jogo marcando em cima, mas deixando espaços no contragolpe.

A primeira grande chance do primeiro tempo, aconteceu aos 13 minutos, quando Robinho avançou e cruzou para Fred, que chutou no canto esquerdo de Bruno Grassi e obrigou o goleiro a praticar uma boa defesa.

A resposta do Grêmio veio em contra-ataque. No lance, Conrado cruzou para Jean Pyerre, que chutou para Víctor fazer um milagre e evitar o gol do time gaúcho.

O jogo estava veloz e emocionante, com chances de gols para os dois lados. Tanto é que logo em seguida, Robinho tabelou com Fred, recebeu dentro da área e mandou no canto esquerdo de Bruno Grassi, que fez uma grande defesa para evitar o gol do galo.

Até aos 25 o show era dos goleiros. Isso porque quando Otero recebeu na entrada da área e soltou a bomba,Bruno Grassi, fez outra grande defesa buscando a bola no ângulo esquerdo.

Aos 33, finalmente veio o primeiro gol do jogo, que estava muito bom. Aos 33 minutos, Dionathã cobrou falta e viu a bola desviar em Fábio Santos e sobrar para Jean Pyerre. Livre, o meia deslocou Víctor e manda para o fundo das redes para abrir o placar para o tricolor gaúcho.

Os gremistas, tiveram apenas 3 minutos para comemorar. Isso porque aos 36, Elias tabelou com Fred, recebeu sem marcação e marcou o gol de empate.

O jogo continuava eletrizante e com boas chances de gols para os dois lados. No final da primeira etapa, os torcedores que acompanhavam o jogo no Horto viram mais dois gols. Um deles aconteceu quando Robinho errou uma inversão ao acertar o árbitro.Na sequência, a bola sobrou para Jean Pyerre, que lançou Pepê que driblou Víctor e mandou para o fundo das redes.

Antes do intervalo o Galo empatou com Otero, que mais uma vez no campeonato, cobrou falta com maestria e encobriu a barreira para fazer um golaço.

Na segunda etapa o jogo continuou eletrizante. Com boas jogadas e poucas faltas, os dois times continuaram partindo para o ataque. A garotada do Grêmio colocou o time a frente do placar novamente aos 15. Após boa jogada, Pepê cruzou para Batista que tinha acabado de entrar. No lance, o atacante se antecipou e estufou as redes de Víctor.

Não demorou muito para a torcida do Galo comemorar o gol de empate. Aos 20, Robinho cruzou, a bola desviou na defesa, e foi parar na cabeça de Fred, que deixou tudo igual outra vez.

Após uma queda na energia, o jogo ficou parado por 11 minutos. Na volta, Otero cobrou outra falta com perfeição, no canto esquerdo de Grassi para dar números finais ao jogaço em Belo Horizonte.

Veja os gols de Atlético-MG 4 x 3 Grêmio:

FICHA TÉCNICA

Atlético Mineiro 4 x 3 GRÊMIO
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data-Hora: 3 de dezembro de 2017, domingo, 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (ambos SP)
Público/renda: 19.116 /R$ 327.010,00
Cartões amarelos: Adilson (CAM), Robinho (CAM), Leonardo Silva, Elias (CAM), Victor (CAM) e Dionathã (GRE)
Cartões vermelhos: Gustavo Blanco (CAM)
Gols: Jean Pyerre (33’/1ºT) Elias (36’/1ºT) Pepê (44’/1ºT) Otero (48’/1ºT) Batista (15’/2ºT)

Atlético Mineiro: Victor; Bremer, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Elias, Adilson( Gustavo Blanco); Otero; Valdívia e Robinho; Fred. Técnico: Oswaldo de Oliveira
GRÊMIO: Bruno Grassi; Raul, Ruan, Emanuel e Conrado; Balbino, Machado e Dionathã e Jean Pyerre; Pepê Lucas Poletto (Batista). Técnico: César Bueno.

  • Sergio Rainor

    Não eram reservas, era o time de aspirantes.

  • Claudio

    VÃO TER QUE TORCER PRO FLAMENGO…KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    QUE VERGONHA!KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    • Alissom Coelho Maciel

      Torcer para o Flamengo? De jeito nenhum, o Flamengo não merece ganhar a série B da Libertadores, já o Galo um time que quase perde para o sub 19 do Grêmio também não merece ir para a Libertadores, na verdade o que fizeram com a libertadores foi ridículo (este amontoado de time Brasileiro) 5 clubes deveriam ser o limite tipo se o Grêmio levou a liberta (1) Campeão Brasileiro (2) Campeão da Sula (3) Campeão da Copa do Brasil (4) que pode acontecer este ano caso o Fla vença a Sula a última vaga ficaria com o 2 colocado do BR caso ninguém ganhe nada, ficaria assim 4 vagas brasileirão 1 copa do brasil simples assim

      • Kikos 1976

        Série B de libertadores ??? Por acaso o Corinthians jogará contra o America mg valendo título ? a série b da liberta paga mais que o Brasileirão ? kkkkkkkkkk tem que ser muito clubista !