COMPARTILHAR
cerro-porteno-independiente-santa-fe-copa-sul-americana-futebol-latino-29-09
Foto: Arte Futebol Latino

Em jogo emocionante, o Cerro Porteño venceu o Independiente Santa Fe por 4 a 1 e continua na Copa Sul-Americana. O destaque do jogo foi Cecilio Domínguez, que marcou três gols, um deles nos minutos finais, e ajudou sua equipe a garantir a vaga.

Leia mais: Clima esquenta entre Teo Gutiérrez e Ruben no Rosario Central
Meia do Barcelona de Guaiaquil deve receber “puxão de orelha” por expulsão

Mal a partida havia começado e, se valendo da intensa pressão vinda das arquibancadas do Defensores del Chaco, o Cerro Porteño conseguiu uma penalidade logo com dois minutos sofrida por Pablo Velázquez após o carrinho do zagueiro Horacio Salaberry. Na cobrança, Cecilio Domínguez cobrou forte, fazendo com que mesmo o goleiro Robinson Zapata acertasse o canto, não chegasse a defender.

O gol não fez os cerristas baixarem o ritmo e, sete minutos depois, a necessidade de igualar as coisas foi suprida mais uma vez pelo camisa 10 do Ciclón do bairro Obrero. Após cruzamento vindo do lado direito do ataque, Domínguez subiu mais alto que a zaga do Santa Fe depois do primeiro desvio de Velázquez e tirou do alcance de Zapata, mandando no ângulo direito e fazendo o placar se transformar em 2 a 0.

Depois de pelo menos 25 minutos mantendo-se absolutamente avançado e quase a todo momento dentro do campo de ataque, o Cerro desacelerou o ritmo e somente aí os comandados de Gustavo Costas tiveram um pouco mais de refresco. Nesse momento, entrou em ação a boa marcação paraguaia que, mesmo vendo seu oponente muitas vezes trocar passes com relativa liberdade, não teve em momento algum a meta de Antony Silva realmente ameaçada.

Aos 44 minutos, quando o primeiro tempo parecia definido, o meio-campista Silvio Torales aproveitou a bola espirrada dentro da área e finalizou sem chances para Zapata, 3 a 0.

Segundo Tempo

A etapa final começou com o Cerro controlando o jogo no meio de campo e aos 7 minutos quase fez o quarto gol. Em lançamento para Ortigoza, o atacante invadiu a grande área e tocou para Cecilio Domínguez, mas o jogador finalizou em cima de Zapata.

Apagado no jogo, o sistema ofensivo do Santa Fe conseguiu criar uma chance aos 12 minutos com Osorio. Após um cruzamento, a zaga tirou, o time colombiano apostou em novo levantamento e o atacante cabeceou rente a trave de Anthony Silva.

Após um início mais agitado, as duas equipes diminuíram o ritmo e o Cerro Porteño voltou a ter domínio no meio de campo. Por outro lado, o Santa Fe tentava chegar a base de lançamentos, mas sem muito sucesso.

Quando parecia que o Santa Fe não teria forças para reagir, o time colombiano conseguiu um pênalti. Em chute de fora da área, Alderete colocou a mão na bola e o juíz apontou para a marca fatal. Na cobrança, Jonathan Gomez bateu forte no canto direito e fez o gol que colocava a equipe visitante na próxima fase.

O gol colombiano parecia ter acabado com o duelo. Sem forças para atacar, o Cerro Porteño deixava espaços na defesa e pouco atacava. Mas como o futebol é uma caixinha de surpresa, aos 44 minutos a estrela de Cecilio Domínguez brilhou e arriscou um chute de fora da área. O goleiro Zapata demorou para cair e a bola entrou, 4 a 1.

No fim do jogo, a torcida do Cerro Porteño foi a loucura e vibrou muito com o atacante e herói da noite, Cecilio Domínguez.