COMPARTILHAR

Em amistoso disputado na noite desta quinta-feira, Colômbia e Estados Unidos jogaram no Raymond James Stadium, em Tampa, na Flórida.

O resultado colocou mais uma vitória na conta da Seleção comandada pelo interino Arturo Reyes, que nos últimos dois amistosos disputados, derrotou a Venezuela e empatou com a Argentina. Já parte dos Norte-americanos, os comandados de Dave não mantiveram o ritmo de vitórias, somando agora duas derrotas (sendo uma para a Seleção Brasileira) conquistando apenas apenas um feito diante do México, somando os últimos jogos pós-Copa do Mundo.

O JOGO

Melhor nos primeiros dez minutos de jogo, a Colômbia aproveitava as falhas por parte do sistema defensivo dos Estados Unidos. Conseguindo criar boas chances com Falcao e James Rodriguez, a Seleção da América do Sul assustava a Seleção local, deixando a torcida eufórica nas arquibancadas.

Até os 30 minutos, o panorama do duelo era basicamente igual, com os colombianos controlando as ações. No entanto, aos poucos a Seleção Norte-americana passou a tentar a ter mais posse de bola visando conseguir espaços em campo, mas sem efusividade nas tentativas.

Na reta final do primeiro tempo, os colombianos pareciam não estar dispostos a deixar o gramado com um empate parcial sem gols. Sendo assim, aos 36 minutos, após boa jogada individual de Cuadrado, o meia passou para Santiago Arias, que, por sua vez, viu James Rodriguez livre de marcação, e em um chute colocado no ângulo, o camisa 10 abriu o placar na Flórida. 1 a 0.

Com o gol feito, a La Tricolor passou a dominar o confronto até os acréscimos, deixando os comandados de Dave Sarachan apenas atentos afastando o perigo.

Na volta para a segunda etapa, a Seleção Norte-americana adotou uma postura diferente buscando mais o ataque. Sendo assim, logo aos 5 minutos, aproveitando o cruzamento, Kellyn Acosta apareceu na área de surpresa, esticando seu pé para empatar o jogo. 1 a 1.

E o tento marcado pelos donos da casa acendeu a torcida. Com isso, aproveitando o momento, os Estados Unidos chegaram a virar o placar com Bobby Wood, em contra-ataque fulminante após uma roubada de bola no meio-campo. 2 a 1.

Mesmo atrás no placar, a Colômbia não desanimou. Com isso, aos 11 minutos, Bacca tratou novamente de deixar tudo igual na Flórida, aproveitando assistência de um dos destaques da noite, Santiago Arias. 2 a 2.

Após a ‘maratona’ de gols marcados por ambas as seleções, o duelo passou a ficar mais tranquilo até meados dos 25 minutos. Entretanto, era nítido o equilíbrio nas chances criadas.

Mas a La Tricolor era valente, e não estava nada satisfeita com a igualdade. Com isso, aos 29, aproveitando chutão de seu campo de defesa, os colombianos partiram para seu campo de ataque, e após passe de Juan Quintero, o meia tocou para Falcao balançar as redes. 3 a 2.

Assim com foi por parte da Seleção local quando conseguiu a virada, a Colômbia não deixou barato, e aos 33 aumentou sua vantagem. Em nova descida, o camisa 10, James Rodriguez, controlou bem a bola dentro da área, e em um passe pelo alto, viu Miguel Borja praticamente livre de marcação, e, de voleio, não perdoou. 4 a 2.

Vendo a folga no placar, o técnico interino da La Tricolor optou por algumas mudanças em seus esquema. Com isso, James e Quintero deixaram o campo para dar lugar a Didier Moreno e Yimmi Chará, respectivamente.

Sem demonstrar poder reação, os Estados Unidos pouco conseguiram levar perigo ao goleiro Ospina até os acréscimos, dando a deixa para a arbitragem colocar um ponto final no amistoso.