Foto: Divulgação

No George Capwell, Emelec e Huracán encerraram a semana da Libertadores com um empate sem gols. Com o resultado, a equipe equatoriana permanece sem vencer, mas com dois pontos ganhos. Já o Globo soma o primeiro ponto no torneio continental.

Leia Mais: Athletico massacra Jorge Wilstermann e vence a primeira na Libertadores
Peñarol goleia San José e vira vice-líder do grupo do Flamengo

Na próxima rodada, o Emelec mede forças com o Cruzeiro, em casa. Já o Huracán visita o Deportivo Lara, na Venezuela.

O duelo

O primeiro tempo não empolgou os torcedores. Com a chuva castigando o gramado e jogadores, as duas equipes entregaram muita disputa no meio-campo e pouca criatividade.

Um pouco mais inspirado, o Huracán se apresentava mais no campo ofensivo e teve a chance mais clara para marcar. Leandro Veja se atrapalhou sozinho e Carlos Auzqui ficou com a bola. O camisa 11 invadiu a área, porém chutou mal e Dreer encaixou.

No mais, quando o Emelec tentava atacar, o time equatoriano apresentava muita dificuldade e cedia espaços para o contra-ataque. Em um deles, Andrés Roa avançou com a bola e obrigou Dreer a praticar ótima defesa.

Na etapa final o panorama do confronto permanecia o mesmo. O Huracán tinha o controle e chegava cada vez mais perto do gol rival. Andrés Roa era o mais agudo e acertou a trave equatoriana em chute de fora da área que contou com o desvio da zaga.

Sem inspiração no campo ofensivo, o Emelec chegou a assustar na casa dos 19 minutos. Após rápido contra-ataque, Bryan Angulo não conseguiu dominar, a bola escapou e chegou em Guerrero, que devolveu de calcanhar, mas Angulo chutou em cima do zagueiro.

Na metade final do confronto as duas equipes resolveram sair para o ataque e deixou tudo em aberto. Porém, o cansaço falou mais alto e a única chance veio com o Huracán. Na troca de passes, Carlos Auzqui bateu cruzado e Dreer apareceu para defender.