Foto: Divulgação

Campeão chileno, o Colo-Colo vive dias agitados nos bastidores do clube. Nos últimos dias, o ídolo Lucas Barrios atacou o presidente do clube, Aníbal Mosa, que o teria esnobado e rejeitado a sua volta na próxima temporada.

Leia Mais: River Plate fica próximo de fechar com goleiro do Atlético Nacional
Lucas Barrios descarta acerto com Colo-Colo e ataca presidente do clube chileno

De acordo com o jornal El Mercurio, um dos motivos de Barrios não ter voltado ao Cacique foi a questão financeira. Ao saber que o paraguaio teria pedido 87 milhões de peso (cerca de R$ 468 mil), alguns jogadores do elenco pediram uma valorização salarial para permanecer no clube.

Entre os jogadores que procuraram a diretoria para conversar sobre salário está Esteban Paredes. O atacante é capitão e ídolo da torcida e caso Barrios chegasse, o chileno teria uma concorrência de peso no setor ofensivo.

Preocupado com os pedidos do elenco, Aníbal Mosa resolveu cancelar a negociação e deixar de lado o sonho da torcida em ver Lucas Barrios com a camisa do Cacique.