COMPARTILHAR
remuneracoes-extras-francescoli-causam-desconforto-river-plate-Futebol-Latino-30-06
Foto: Fernando Massobrio/LA NACION

Enzo Francescoli, um dos maiores ídolos do River Plate e atualmente diretor do clube argentino, concedeu entrevista ao canal Fox Sports e falou sobre diversos temas, entre eles, a especulação para ver quem substituí Marcelo Gallardo ao término da temporada e uma possível venda de Alario e Driussi no meio do ano.

Leia Mais: Colômbia marca amistoso contra seleção poderosa no mês de junho
Atacante do Tigres nega qualquer possibilidade de jogar pelo PSG

Em viagem à Espanha na semana passada, Francescoli foi flagrado conversando com Mono Burgos, auxiliar de Diego Simeone, no Atlético de Madrid. O executivo fez questão de afastar qualquer especulação sobre um possível contato para o ex-goleiro assumir a vaga de Gallardo.

“Eu conversei com ele pelo fato de ser meu amigo. Não conversei sobre River Plate ou qualquer outro assunto referente ao clube. Passamos algumas horas discutindo de futebol e só”, afirmou.

Sobre a possibilidade de largar o cargo na diretoria e assumir o River, Francescoli descartou essa ideia no momento, mas ainda sonha em ficar à beira do campo.

“É uma ideia que eu tenho, porém estou satisfeito com a minha posição dentro do clube. Não quero apenas ficar como técnico e comandar o time, acho que posso exercer o cargo de manager e o River Plate é o time mais preparado para atender essa exigência na Argentina”, declarou.

Por fim, o dirigente comentou sobre as especulações de transferência de Lucas Alario e Driussi. Segundo Francescoli, os dois jogadores permanecem no Monumental de Núñez até o fim do ano.

“Eles têm contrato e contamos com os dois atletas no planejamento da temporada. É claro que se chegar algo surreal e ambos quiserem sair não temos o que fazer, mas a perda técnica será gigantesca e não podemos nos dar ao luxo de ficar sem eles”, finalizou.