COMPARTILHE
estrela-estados-unidos-futebol-feminino-lyon-Futebol-Latino
Foto: Harry How/Getty Images/AFP

Não é apenas no grande ganho técnico que os franceses do Lyon pensaram no momento de anunciarem no final de dezembro de 2016 a contratação da consagrada jogadora dos Estados Unidos, Alex Morgan.

Leia mais: Outro nome importante do futebol mundial é cogitado na Noche Amarilla
LDU e Cerro Porteño cancelam duelos contra Colo-Colo

O desejo de explorar a imagem da atleta campeã olímpica em Londres-2012 e campeã mundial em 2015 com a seleção norte-americana para popularizar a força do futebol feminino do clube europeu na Terra do Tio Sam foi, inclusive, comentado pelo presidente da atual equipe de Morgan, Jean Michel Aulas.

E o mandatário do clube já inclusive sabe bem como vai fazer isso: Através de uma série transmitida pela internet a respeito da passagem de Morgan pelo Lyon que deve durar apenas quatro meses, já que seu vínculo dura apenas até o período em que ela deve retornar ao seu clube de origem nos Estados Unidos, o Orlando Pride:

“Alex (Morgan) nos ajudará a promover o nosso futebol nos Estados Unidos. Vamos fazer uma web-série sobre ela para ver como é a vida de uma norte-americana em Lyon.”

A própria jogadora se demonstra muito empolgada com a possibilidade de jogar no Velho Continente principalmente pelo fato de jogar a Liga dos Campeões Feminina, torneio que os franceses conhecem bem o sabor do título por tê-lo conquistado em três oportunidades:

“Minha motivação é simples. Espero que essa mudança me ajude a alcançar um outro nível no meu futebol, é um sonho para mim jogar a Champions. O Lyon é um dos melhores clubes do mundo. Além do mais, quer progredir no futebol feminino e dá as suas jogadoras uma estrutura de primeiro nível.”