ex-river-plate-e-campeao-do-mundo-menospreza-policial-na-italia-Futebol-Latino-19-07
Foto: EFE

O ex-jogador do River Plate e multicampeão pela seleção da França, David Trezeguet, teve atitude reprovável na última semana após ser parado em uma batida policial na cidade de Turim, na Itália, onde também atuou defendendo a Juventus.

Leia mais: Brasileiro faz gol da classificação de sua equipe na Liga Europa
General Díaz e Deportivo Santaní goleiam em estreia na Copa Paraguai

Segundo informações do diário Olé, Trezeguet estava acompanhado do também ex-jogador e companheiro nos tempos de Juve, o argentino naturalizado italiano Mauro Camoranesi, e haviam antes ido a uma degustação de vinhos.

Ao serem parados na blitz policial, o ex-atleta pediu para as autoridades esperarem uma hora para fazer o teste do bafômetro, tentando diminuir suas chances de ser enquadrado no delito de dirigir com nível alcoólico acima do permitido.

Como os policiais se negaram, as informações dão conta de que Trezeguet teria dito a seguinte frase: “Pobrezinho, não ganha nem dois mil euros por mês.”

O resultado do teste acusou níveis de 1,5 até 1,7 mg de álcool no sangue do ex-jogador francês sendo que o índice permitido em solo italiano é de 0,5. Com isso, teve sua carteira de habilitação apreendida. Não há informações se o mesmo foi conduzido a uma delegacia próxima também por desacato.