COMPARTILHAR
Foto: Germán García Adrasti

*Por Mônica Alvernaz

Com cada vez mais destaque e relevância nos mais diversos cenários, a importância de ter uma mulher em cargos de liderança, antes comuns apenas a homens, ganhou força mais um vez neste fim de semana graças ao Banfield.

Leia mais: Valdívia critica a parada no futebol chileno durante a Data FIFA
Noite de “Pulga” Rodríguez marca sexta-feira de Superliga Argentina

Pela primeira vez na história, um clube da elite argentina anunciou uma mulher ocupando a presidência, cargo máximo dentro de um clube de futebol.

O nome ligado ao feito histórico é o de Lucía Barbuto, de 33 anos, que foi oficializada no cargo do Banfield na última sexta-feira, após ter sido candidata única nas eleições do clube argentino.

A nova presidente teve apoio do atual comandante do Banfield, Eduardo Spinosa, e foi eleita após o grupo da oposição abrir mão de realizar candidatura ao cargo.

Vale lembrar que alguns clubes das divisões de acesso na Argentina já foram comandados por mulheres. Mas Lucía Barbuto é a primeira a assumir tal desafio na elite do futebol argentino.

Com formação acadêmica nas áreas de obstetrícia e contabilidade, a nova presidente do Banfield falou sobre o desafio. “Tenho a responsabilidade de potencializar os acertos no futuro. Nosso objetivo é que o Banfield seja o melhor clube do país”.

Apesar de já oficializado, o mandato de Lúcia no clube argentino só terá início no próximo dia 6 de outubro, data em que Eduardo Spinosa deixa o posto.

COMPARTILHAR
A redação do site pioneiro em informações detalhadas a respeito do futebol na América Latina trabalha sempre para unir qualidade e dinamismo a um conceito moderno de jornalismo esportivo.