COMPARTILHAR
federacao-equatoriana-julga-dois-jogadores-do-barcelona-de-guayaquil-Futebol-Latino-13-06
Foto: AFP

Nessa semana, foi informado pela Federação Equatoriana de Futebol (FEF) através do julgamento feito por sua Comissão Disciplinar as sentenças envolvendo o goleiro Maximo Banguera e o lateral Beider Caicedo, ambos do Barcelona de Guayaquil.

Leia mais: Jogadores do Jorge Wilstermann citam seus favoritos para a Copa do Mundo
Marcelo Bielsa assume o comando de time inglês

O caso de Banguera envolvia o fato de que, em meio a partida contra o Emelec no último dia 27 de maio, o arqueiro e ídolo do torcedor Torero teria feito sinal de “degola” para a maioria dos emelecistas no tomado George Capwell. As imagens captadas via rede social, no entanto, não foram suficientes para imputar qualquer pena ao goleiro de 32 anos de idade.

Já no cenário envolvendo Caicedo, os gestos obscenos que fez também a torcida do Emelec lhe custaram dois jogos de suspensão. Nenhum dos dois estiveram presentes no julgamento a pedido do presidente do Barce, José Francisco Cevallos, entendendo que isso poderia prejudicar o elenco que está concentrado para a próxima rodada do Primera Etapa.

Houve uma certa pressão para que o julgamento dos barcelonistas não acontecesse. Com direito, inclusive, a sede da FEF ter sido alvo de protestos onde cartazes de ameaças aos dirigentes do órgão terem sido colocados na fachada do mesmo na última terça-feira (12).