SHARE

Em partida equilibrada, mas de poucas finalizações, Juventude e ABC empataram por 1 a 1 na noite desta terça-feira na Arena das Dunas. Com o empate, o time gaúcho segue na sexta colocação com 42 pontos e se distancia cada vez mais do G4. Já o ABC, que quebrou um jejum de sete rodadas consecutivas sem marcar gols, soma um ponto a mais e segue na lanterna da Série B com apenas 18 pontos conquistados.

Leia Mais: Vitória e Paraná derrotam dupla CRB e Náutico
Com jogo movimentado até o fim, Santa Cruz e Ceará empatam no Arruda

Na próxima rodada, o ABC encara o Goiás, dentro de casa. Enquanto isso, o time de Caxias do Sul, recebe o Paysandu, no Alfredo Jaconi.

O jogo

O duelo entre o lanterna e o sexto colocado começou com raras chances de gols. O ABC justificava a sua situação no campeonato e demonstrou ao longo do primeiro tempo uma enorme dificuldade para agredir a equipe gaúcha. O Juventude por sua vez, se defendia e deixava a bola com o seu adversário para tentar abrir brechas e aproveitar um contra-ataque.

Por esse motivo, as melhores chances de gols só ocorreram depois dos 20 minutos de jogo. Aos 27, Leilson chutou de fora de área rasteiro, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Pouco ameaçado, o Juventude passou a atacar mais. As melhores jogadas surgiam através de jogadas de bola parada. Aos 30, mais um susto para a defesa do ABC. Na jogada, após cobrança de falta na área, Fahel subiu mais que a defesa do ABC, cabeceou por cima do gol de Edson.

O ABC criava raros lances de perigo. Um deles aconteceu quando Eltinho recebeu boa bola pela esquerda e chutou forte mandando a bola longe do gol do goleiro do Juventude.

Somente aos 45 minutos a rede foi estufada. Na jogada, Leilson cobrou falta com muita categoria e venceu o goleiro Edson para abrir o placar para o Juventude.

Segundo tempo

Na segunda etapa, o time do ABC perdido no jogo e ineficiente no ataque. Sem saber o que fazer com a bola, o time trocava passes no campo de defesa.

A melhor chance do time da casa no jogo aconteceu aos 8 minutos quando Gegê cobrou escanteio e Adriano Pardal, sozinho na pequena área, mandou de cabeça por cima do gol.

O Juventude que estava mais organizado no jogo criou a primeira jogada de perigo no segundo tempo aos 10, quando em um contra-ataque, Tiago Marques inverteu a bola para Yago, que dominou mal e desperdiçou boa chance para ampliar o jogo.

O desperdício custou caro para a equipe gaúcha, que sofreu o empate aos 20 minutos de jogo. No lance, após cruzamento na área, Adriano Pardal ganhou da defesa e testou firme para o gol para empatar e acabar com um jejum de 7 jogos sem marcar gols da equipe do ABC.

O gol despertou o time do Juventude, que avançou para o campo de ataque para tentar ficar na frente do placar outra vez. As melhores jogadas sempre surgiam de bolas paradas. Uma delas aconteceu após uma falta cobrada na área do ABC, na jogada Tonhão desviou e assustou o goleiro Edson que estava vendido no lance.

O ABC cresceu no jogo, mas mesmo assim não foi o suficiente para conquistar a vitória. Com isso, as equipes tiveram de se contentar com o empate, que não foi ideal para as pretensões de ambas na sequência da competição.

SHARE