COMPARTILHAR
Foto: Cesar Greco - Ag. Palmeiras

A fase de grupos da Libertadores encerrou na noite da última quinta-feira e agora as equipes classificadas para a próxima fase começam a se planejar para lutar pelo maior título do continente sul-americano.

Leia Mais: Libertadores: River perde do Medellín e Galo fecha com a melhor campanha da primeira faseEmelec vence Melgar com facilidade e garante vaga nas oitavas da Libertadores

E claro, como não poderia deixar de ser, alguns jogadores se destacaram nos seis primeiros jogos e entraram na seleção da primeira fase da Libertadores. Confira agora no Futebol Latino os 11 melhores e veja se a sua lista bate com a da nossa equipe:

GOL: Vanderlei (Santos)

Tímido nas palavras e um monstro para defender sua equipe. Vanderlei, talvez o melhor goleiro em atividade no Brasil, salvou o Santos na fase de grupos e foi um dos principais motivos do Peixe manter a invencibilidade nos seis primeiros jogos.

LD: Alejandro Silva (Lanús)

Ágil e com muita força no campo de ataque. Em alguns momentos Alejandro Silva joga como ponta pelo lado direito do Lanús e costuma incomodar a defesa adversária. No último jogo da fase de grupos, ele garantiu a liderança da chave ao time argentino quando fez o gol da vitória diante do Nacional.

ZAG: Yerry Mina (Palmeiras)

Contratado do Independiente Santa Fe, o zagueiro colombiano tomou conta da zaga Alviverde e fez três gols na primeira fase. Dono de uma explosão incrível, o xerife bailarino certamente foi um dos melhores jogadores nesse começo de Libertadores.

ZAG: Diego Viera (Godoy Cruz)

Antes do início do torneio, poucos apontavam o Godoy Cruz como favorito a uma das vagas do grupo 6. À medida que a primeira fase foi caminhando, Diego Viera foi se destacando e mostrou em campo como parar o ataque adversário.

LE: Alfonso Espino (Nacional)

Como nos últimos anos, o Nacional veio com um time esforçado, mas com pouca qualidade técnica. Apesar disso, o lateral-esquerdo uruguaio foi muito bem na marcação e demonstrou muita regularidade com a bola nos pés para ajudar seu time.

MEIO: Alejandro Guerra (Palmeiras)

Eleito o melhor jogador da última Libertadores, Guerra foi contratado a peso de ouro e justificou no campo o valor investido pelo Verdão. O camisa 18 foi peça fundamental no esquema do atual Campeão Brasileiro e merece um lugar de destaque na seleção da primeira fase.

MEIO: Marcos Mondaini (Emelec)

Habilidoso, o experiente meia de 32 anos foi um dos destaques da equipe equatoriana que sonha em levantar o inédito troféu sul-americano. Sem contar com a velocidade de antes, o jogador ficou marcado por cadenciar a bola no meio de campo e deixar seus companheiros na cara do gol.

MEIO: Chumacero (The Strongest)

O artilheiro do torneio e destaque do The Strongest não poderia ficar de fora da lista. O baixinho colocou fogo nas defesas adversárias e ao lado de Alex Escobar colocou a sua equipe na próxima fase do torneio continental pela terceira vez na história.

ATA: Rodrigo Pimpão (Botafogo)

O que dizer de um atacante que brilhou desde a fase eliminatória? Rodrigo Pimpão não poderia ficar de fora da lista e certamente é uma das estrelas do Bota, que conseguiu uma classificação histórica para o mata-mata após passar pelo grupo da morte.

ATA: Jonatan Álvez (Barcelona de Guayaquil)

Equipe revelação do torneio, o Barcelona de Guayaquil conta com o talento de Jonatan Álvez para chegar ao mata-mata como um dos favoritos para chegar longe. O atacante brilhou nessa primeira fase e promete atazanar as defesas adversárias com muita velocidade e seu faro de gol.

ATA: Lucas Alario (River Plate)

Destaque do River Plate desde 2015, Lucas Alario é um dos principais atacantes da América do Sul. No esquema de Marcelo Gallardo, o argentino é essencial e tem a responsabilidade de levar o time do Monumental de Núñez ao tetracampeonato continental.