Foto: AFP

Lendário atacante do futebol sul-americano na década de 90 e começo dos anos 2000, Gabriel Batistuta marcou época no futebol italiano, mais precisamente na Fiorentina e na Roma, clube o qual venceu o Scudetto em 2001.

Apesar de toda a fama, o jogador revelou que recebeu uma oferta do Real Madrid no auge da carreira e explicou o motivo de não aceitar jogar no Santiago Bernabeu.

Leia Mais: “El Clásico” observa meia argentino Giovanni Lo Celso
Negociação entre Boca Juniors e empresa de material esportivo está “emperrada”

“Eu estava adaptado a cidade de Florença. Já tinha três filhos e não tinha o porquê sair de lá. Na época, o Real Madrid me procurou, mas não me interessei. O time já vencia tudo e se eu fosse para lá marcaria pelo menos uns 200 gols, conquistaria inúmeros campeonatos e certamente ficaria entediado. Eu gosto de competir e naquele tempo os maiores do mundo estavam na Itália”, afirmou.

Lembrando que Gabriel Batistuta chegou ao futebol italiano em 1991 para defender a Fiorentina. No time de Florença, ele ficou por nove temporadas, mas nunca ganhou o campeonato nacional, que só veio quando vestiu a camisa da Roma e foi o grande nome da conquista.

Batigol, como era conhecido pelos fãs, encerrou a carreira em 2005 pelo Al-Arabi, do Qatar.