COMPARTILHE
(Foto: MEXSPORT / Roberto Maya)

*Por Rodrigo Sturaro

Após um empate sem gols muito equilibrado durante todos os 90 minutos, o Querétaro venceu o Toluca por 8 a 7 nos pênaltis e garantiu vaga na final da Copa MX. Agora os Gallos aguardam a definição de América e Chivas para conhecer o seu adversário na decisão.

Leia mais: Tampa Bay Rowdies anuncia saída da NASL para a temporada 2017

Léo Baptistão enaltece conquista da Supercopa da Catalunha: “É sempre bom vencer o Barcelona”

Um dos grandes destaques da partida foi o goleiro brasileiro Tiago Volpi, que além de participar bem durante o tempo regulamentar, ainda foi decisivo com duas defesas nas cobranças de pênaltis. A primeira foi na cobrança de Gerardo Flores, na quarta oportunidade do Toluca, quando Tiago deixou sua equipe próxima da classificação, porém Rentería errou o pênalti seguinte a disputa foi para as alternadas.

Na 17ª cobrança, Francisco Gamboa bateu no canto esquerdo de Tiago Volpi, que se esticou todo para efetuar a defesa. Logo na sequência, Miguel Martinez cobrou e converteu o pênalti que colocou o Querétaro, pela primeira vez na história, na grande final da competição.

Aos 25 anos, Tiago Volpi é titular absoluto e ídolo da torcida do Querétaro e suas boas atuações estão fazendo com que a mídia mexicana questione o fato do goleiro não ser convocado para a seleção brasileira. No futebol brasileiro, Volpi atuou por São José-RS, Luverdense e Figueirense.