COMPARTILHAR
Foto: AFP

Eliminado da Copa Sul-Americana, a coletiva do técnico Juan Ribera, do Audax Italiano foi mais tensa do que de costume. Revoltado com a arbitragem, o comandante colocou o revés na competição continental na conta do árbitro peruano, Michael Espinoza, que deixou de marcar um pênalti a favor do time chileno.

Leia Mais: “Nós tivemos as melhores chances, mas não conseguimos a vaga”, lamenta técnico do Rosario
Boca Juniors é bicampeão da Superliga Argentina

“Foram duas jogadas pontuais, uma duvidosa que deu escanteio. O pênalti mudaria partida. Mas creio que o trabalho da equipe em si foi correto. Disputamos a classificação. Não sei se esperavam uma partida assim. Mostrou que time tem como sair da situação que está”, declarou.

Quem também não deixou barato foi o goleiro Peric. Ele também disparou contra o juiz, mas fez uma análise da equipe, que na sua visão, pode levar o jogo contra o Botafogo para a sequência da temporada.

“Quando a primeira pergunta é de arbitragem, é porque fomos roubados. Com uma melhor arbitragem a gente teria classificado. saio com a sensação que a equipe melhorou o futebol e deu uma passo para ser mais sólida”.