Foto: Gerardo Pérez

A temida rede social ganhou mais um capítulo nebuloso no futebol uruguaio. Desta vez, a vítima foi o goleiro Washington Aguerre, torcedor declarado do Peñarol, mas que atualmente defende o Cerro.

Leia Mais: Reinaldo Rueda coloca em dúvida a sua permanência no Chile após a Copa América
Nos pênaltis, Zulia elimina o Nacional Potosí na Copa Sul-Americana

No último domingo, o atleta encarou o Nacional e após o duelo postou a sua tatuagem do time carbonero e emoji de galinhas, apelido pejorativo que a torcida do Peñarol colocou nos hinchas do Bolso.

A imagem não caiu bem entre clubes e torcedores. A diretoria do Cerro agiu rápido e postou uma carta de Aguerre, onde o atleta pede desculpas pela atitude e garante que não vai repetir o ato.

Dentro de campo, apesar das provocações, o goleiro do Cerro levou dois gols e viu a sua equipe sair de campo com um empate.