SHARE
grande-publico-casa-diferente-inter-vai-curitiba-enfrentar-parana-Futebol-Latino-03-10
Foto: Ricardo Duarte/Internacional

A campanha bem positiva que vem fazendo até aqui o time do Paraná motivou a diretoria do clube a investir pesado no jogo contra o Internacional hoje (3) às 20h30 na Arena da Baixada, casa do rival Atlético-PR, que deve contar com um público de mais de 40 mil pessoas.

Leia mais: Atleta de time equatoriano é pego em exame antidoping
Campeão Mundial em 2005 e Lavezzi são contratados por equipe do Sergipe

Com 46 pontos na terceira colocação, não é apenas a manutenção da terceira posição na tabela está em jogo para a equipe da capital paranaense, mas também a chance de se aproximar do líder da competição, o próprio Inter, que tem 54.

Além de uma vitória nessa noite, contar com um nova derrota do América-MG diante do Santa Cruz no próximo sábado (7) às 19h significaria se manter na segunda posição e entrar de vez na briga até mesmo pelo título da Série B.

As modificações diante da equipe que vem jogando devem ser pequenas na equipe paranista. Além da saída obrigatória do volante Leandro Vilela por um estiramento muscular sentido ainda no último jogo da equipe (derrota por 1 a 0 para o Figueirense em SC), o atacante Robson, que cumpriu suspensão, deve voltar ao time titular.

Já do lado de Guto Ferreira, serão três as modificações em caráter obrigatório, sendo duas por problemas de contusão e uma por cartões amarelos. Os zagueiros Victor Cuesta e Ernando devem ser substituídos por Danilo Silva e Léo Ortiz, já que Klaus segue em recuperação de fratura no punho, além de Willian Pottker dar lugar ao uruguaio Nico López.

Em compensação, as duas laterais voltarão a contar com os titulares de maior regularidade, com Cláudio Winck na direita e Uendel na esquerda.

Prováveis escalações:

Paraná: Richard; Cristovam, Brock, Maidana e Igor; Gabriel Dias, Vinícius Kiss, Renatinho e João Pedro; Robson e Alemão.

Técnico: Matheus Costa.

Internacional: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Léo Ortiz e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson, Nico López, D’Alessandro e Eduardo Sasha; Leandro Damião.

Técnico: Guto Ferreira.