SHARE
guarani-campeao-paraguaio-volta-fase-de-grupos-libertadores-Futebol-Latino-12-12
Foto: Claudio Ocampo/ABC Color

Mantendo uma campanha semelhante a que fez o Libertad no Apertura de 2016 com relação a um crescimento no decorrer do torneio, o Guaraní conseguiu finalmente soltar o grito de campeão na noite de ontem (11). Medindo forças com o Sportivo Luqueño como visitante, uma vitória por 3 a 0 foi o triunfo necessário para que o time aborígene se consagrasse campeão pela 11a vez em sua história.

Leia mais: Independiente Santa Fe passeia sobre juniores do Atlético Nacional
Jefferson Farfán entra na mira do Cruz Azul

Apesar do placar, o nervosismo esteve bem presente no desempenho do time aurinegro de Assunção essencialmente no primeiro tempo, fazendo com que somente depois do primeiro tento do jogo, marcado pelo artilheiro Rodrigo López, as coisas ficassem mais tranquilas para o Guaraní. O meio-campista Marcelo Palau marcou o segundo e Néstor Camacho o terceiro.

Com o título do time que foi dirigido inicialmente por Francisco Arce (atualmente na seleção do Paraguai) e atualmente está sob a tutela de Daniel Garnero, o Guaraní não só garantiu a sua volta a Copa Libertadores depois de estar ausente de 2015 e da fase de grupos em 2016 (eliminado na Pré-Libertadores pelo depois vice-campeão Independiente del Valle) como também impôs o segundo vice-campeonato consecutivo de nível nacional ao Olimpia.

  • José Carlos Alves Praça

    Esse Marcelo Palau esteve no Furacão em 2014, e nunca teve chance no time. E agora arrebentando no guarani. Vai entender isso ……..