SHARE
Foto: AFP

A vitória diante da Roma no último sábado (17) jogando em Turim criou uma folga ainda maior na tabela para a Juventus na ponta do campeonato italiano, fazendo com a vantagem da Vecchia Signora agora seja de sete pontos em relação ao time da capital.

Presidente da FIFA comenta a respeito da recuperação da imagem da instituição
Definidos os grupos da Libertadores 2017; veja como ficaram os brasileiros

E, em meio a euforia e a sua característica de sempre dar declarações de forte personalidade, o atacante argentino Gonzalo Higuaín deu uma forte entrevista a Rai Sport pontuando sobre quem seria o adversário mais complicado a ser superado pelo plantel bianconeri:

“O principal adversário da Juve é a Juve mesma. Se não ganharmos esse campeonato, será culpa nossa. O Napoli está se recuperando, logo precisamos seguir nesse embalo.”

Com relação ao bom desempenho apresentado até o momento por Pipita vestindo a camisa da Juventus, totalizando dez gols em 17 jogos, o avante garante que prefere priorizar muito mais o aspecto coletivo e o bem da equipe:

“A quantidade não me importa, eu estou interessado mesmo é em continuar vencendo e manter essa boa fase.”

Outro ponto relatado por Gonzalo e que chegou até mesmo a surpreender o jogador de 30 anos revelado na base do River Plate é com relação a manutenção do desejo de títulos da Juve mesmo com a sequência impressionante obtida dentro do cenário nacional:

“O que me impressiona na Juve é a fome que ainda tem de ganhar. É uma equipe que durante cinco anos ganhou o campeonato, mas ainda tem uma fome louca de vencer, me dá o desejo de continuar vencendo e fazendo as coisas bem.”

SHARE

Formado em jornalismo no ano de 2012 pelo Centro Universitário FIAM, atuou em diversos segmentos da comunicação como editoras e sites de conteúdo esportivo. Foi editor e repórter do Universo dos Sports e hoje é, além de freelancer, editor do Futebol Latino e também colaborador do blog eMania.