Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Honduras, com goleada, supera Porto Rico em Tegucigalpa

Honduras-Porto-Rico-1-amistoso-Futebol-Latino-05-09
Foto: Divulgação/Seleção Nacional de Honduras

De maneira absolutamente imponente e sem sustos, jogando no Estádio Nacional na cidade de Tegucigalpa, a seleção de Honduras goleou por 4 a 0 a equipe de Porto Rico em amistoso que ocorreu nessa quinta-feira (5).

Leia mais: Efetivo, Equador aproveita a sua chance e derrota Peru em amistoso
Jornalista afirma que Messi estuda a possibilidade de jogar na América do Sul

Primeiro tempo

Pressionando desde o minuto inicial, aos quatro um lance que pareceu mais acidental do que necessariamente momento de profunda inspiração resultou na abertura do marcador na capital hondurenha.

Recebendo passe de Bryan Mota pela ponta esquerda, Emilio Izaguirre olhou pra grande área e, ao aparentemente tentar o cruzamento, viu a bola pegar um efeito diferente e ir direto contra a meta adversária encobrindo Ángel Molinari e batendo na trave antes de entrar.

Com extrema dificuldade para se organizar no ataque e efetivamente envolver a marcação adversária, os breves momentos em que Porto Rico conseguiu sair de sua intermediária foram apenas para amenizar um pouco a superioridade absoluta que apresentavam os anfitriões.

O segundo tento, que parecia apenas uma questão de tempo, surgiu aos 39 minutos usando novamente Izaguirre como alternativa de infiltração. O camisa 7 apareceu de novo com liberdade no lado esquerdo da área porto-riquenha e, dessa vez, cruzou na cabeça de Jorge Benguché que testou pras redes praticamente em cima da linha.

Segundo tempo

O tempo complementar teve enredo praticamente idêntico a da etapa inicial com os Catrachos sendo absolutos na posse de bola e ações de ataque e os Boricuas apenas tentando resistir ao máximo para evitar sofrer mais gols.

Apesar dos esforços, o marcador no Estádio Nacional em Tegucigalpa foi ampliado aos oito minutos quando o estreante Jonathan Rubio aproveitou bola de Moya para marcar o terceiro.

Com 17 minutos, de novo o camisa 9 Benguché foi preciso na cabeçada em passe de Rubio para, efetivamente, transformar o compromisso que estava “a feição” de um marcador elástico para a confirmação de uma goleada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019