SHARE
Foto: Felipe Oliveira/Divulgação Bahia

Nesta terça-feira, o técnico Paulo César Carpegiani concedeu entrevista coletiva no Fazendão e fez uma avaliação sobre os cinco primeiros dias no comando do Bahia. Além disso, ele aproveitou para dar algumas dicas de como a equipe deve se portar contra o Palmeiras, no Pacaembu.

Leia Mais: Atacante do Bahia garante jogo de ‘igual para igual’ contra o Palmeiras
Elenco do Bahia quer embalar com a chegada de Carpegiani

Na visão do treinador, esse período à frente da equipe serviu para observar alguns jogadores e mudar um pouco a característica da equipe.

“Quando você ganha um tempo para trabalhar é sempre muito positivo. Eu conheci um pouco mais o elenco, analisei junto a minha comissão técnica e tirei algumas conclusões. É claro que algumas coisas prejudicaram, como, por exemplo, não poder utilizar alguns atletas devido questões contratuais, mas considero positivo esses primeiro dias”, afirmou.

Carpegiani revelou que ainda não decidiu a escalação para quinta-feira. O treinador não sabe se escala um atacante fixo ou aposta em jogador de velocidade na frente.

“Durante a semana fiz o treinamento e confesso que não me decidi se jogo com o Rodrigão ou aposto em um ponta de lança. É algo absolutamente normal e vamos ver se consigo resolver a questão no treino de hoje”.

Sobre o estilo de jogo do Bahia, o treinador deixou claro que mesmo diante do Palmeiras fora de casa, a equipe vai tentar impor seu ritmo de jogo de maneira inteligente.

“Não gosto do termo ‘jogar por uma bola’. Acho que ficar fechado na defesa e apostar somente no contra-ataque é perigoso. A nossa ideia é impor o ritmo de jogo, administrar a posse de bola de maneira consciente e mostrar personalidade para encarar o Palmeiras. O nosso objetivo é sair com a vitória”, finalizou.