SHARE
internacional-e-vila-nova-dividem-objetivo-em-partida-no-beira-rio-Futebol-Latino-10-11
Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Se tem algo que pode unir Internacional e Vila Nova no jogo de amanhã (11) às 16h30 no Rio Grande do Sul é a questão de brigarem para sentir o gosto de jogarem a primeira divisão do Campeonato Brasileiro na temporada de 2018.

Leia mais: Com Messi, Argentina encara Rússia na reinauguração do estádio Luzhniki
Garantidos na Copa, Espanha e Costa Rica duelam na Europa

Líder do torneio empatado em número de pontos (63) com o América-MG, se para o título as coisas estão apertadas para o Colorado, garantir vaga na Série A do ano que vem é algo bem mais palatável.

Com sete pontos de distância para o quinto colocado Oeste e restando quatro rodadas, um triunfo pode fazer com que, dependendo da combinação de resultados, o acesso seja alcançado antecipadamente.

Já para os goianos a situação é mais complexa, tendo com os resultados recentes acumulado três pontos de distância para o quarto colocado Paraná. Sendo assim, a equipe Rubra precisa contar com pelo menos dois tropeços paranaenses já que, além da desvantagem na pontuação, o Vila Nova tem duas vitórias a menos no saldo.

As principais dúvidas do Inter se recaem na zaga e no ataque. Danilo Silva sentiu dores durante a semana, mas apresentou evolução em seu quadro clínico e pode aparecer dentre os titulares ao lado de Léo Ortiz. Quanto ao artilheiro Leandro Damião, o mistério segue no ar sobre sua aparição também pelo fato de Guto Ferreira ter feito um treinamento com portões fechados na tarde de hoje (10) no CT Parque Gigante.

Caso a titularidade de Damião não se concretize, dará a oportunidade de Carlos começar jogando.

Por parte de Hemerson Maria, a alteração pode se dar no setor de meio-campo com uma possível entrada de Fernando Medeiros no lugar de Fagner ou de Alan Mineiro, principalmente visando uma melhora de rendimento da equipe que, nos últimos oito jogos, venceu apenas um.

Prováveis escalações:

Internacional: Danilo Fernandes; Claudio Winck, Thales (Danilo Silva), Léo Ortiz e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson, D’Alessandro, Willian Pottker e Eduardo Sasha; Carlos (Leandro Damião).

Técnico: Guto Ferreira.

Vila Nova: Luis Carlos; Maguinho, Wesley Matos, Alemão e Gastão; Geovane, PH, Fagner (Fernando Medeiros); Alan Mineiro, Alípio e Tiago Adan.

Técnico: Hemerson Maria.