COMPARTILHAR
Foto: TyC Sports

A pressão no clima do amistoso entre Israel e Argentina no próximo sábado (9) em Jerusalém foi tamanha que, depois de analisar todo o cenário contrário a partida, os integrantes da Associação do Futebol Argentino (AFA) decidiram por não prosseguir com a realização do embate.

Leia mais: Ídolo equatoriano é convidado a ser dirigente do Cruz Azul
Jogadores do México teriam feito festa com mulheres e álcool após amistoso

Dois veículos importantes da imprensa argentina, o diário Ole e a emissora de televisão TyC Sports, já dão o cancelamento como feito apesar da entidade máxima da Albiceleste não ter feito nenhum comunicado oficial.

Além de uma declaração dura feita pelo embaixador da Palestina na Argentina (Husni Abdel Wahed) fazendo uma comparação onde o amistoso diante dos israelitas seria como se os palestinos “celebrassem o aniversário da ocupação das Malvinas”, um protesto foi realizado na frente do Centro de Treinamento do Barcelona nessa terça-feira (9).

Segundo o que foi apurado pelos hermanos, ainda existe o desejo de Jorge Sampaoli em realizar pelo menos mais uma partida antes da estreia da seleção na Copa do Mundo da Rússia no próximo dia 16 de junho contra a Islândia em Moscou.