COMPARTILHAR
no-equador-atleta-xinga-diretamente-o-tecnico-apos-substituicao-Futebol-Latino-06-11
Foto: API

As especulações acerca da possibilidade do atacante Jhon Cifuente, da Universidad Católica de Quito, ser contratado pelo Santos tem reverberado bastante no mercado sul-americano.

Leia mais: Matador Made in Brasil! Marcão segue gol a gol artilharia na K-League
Flamengo, Corinthians, Cruzeiro e Grêmio abrem as oitavas de final da Taça Libertadores da América

Como não poderia deixar de ser, o jogador de 26 anos de idade comentou sobre a possibilidade de deixar o futebol equatoriano e atuar no Brasil. Apesar de não desconsiderar a possibilidade de possíveis tratativas não darem certo e ele permaneça no Trencito Azul, a chance de jogar no Alvinegro da Vila Belmiro o deixou bastante animado.

“Estamos esperando que esse mês chegue uma oferta formal para sair, senão terei que ficar na equipe. É o sonho de um jogador atuar fora do país e seria muito lindo jogar em um clube tão grande como o Santos.”

Tamanha é a expectativa de permanecer em um mercado com mais atenção principalmente aos olhos da seleção do Equador, que passa por mudança no comando técnico com a chegada de Hernán “Bolillo” Gómez, que a imprensa local afirma que Cifuente chegou a recusar propostas do Oriente Médio.

Contudo, o presidente da Universidad Católica, Miguel Almeida, tratou de deixar claro em entrevista concedida ao diário El Comercio que não houve nenhuma abordagem em caráter oficial para tirar Jhon Cifuente do clube:

“Está circulando nas redes sociais muitos rumores de clubes interessados em Cifuente. Até o momento não chegou a mim nem a Francisco Egas (diretor da UC de Quito) proposta alguma. Falam de México e Brasil, mas não há nada concreto.”