Foto: AFP

A campanha do Equador na Copa América foi decepcionante. Integrante do grupo C ao lado de Japão, Uruguai e Chile, a Tri demonstrou uma fragilidade assustadora e deixou a competição na lanterna da chave sem nenhuma vitória.

Leia Mais: Chilavert sai em defesa de Messi e ataca membro do TAS
Ex-presidente do Boca Juniors revela que Riquelme se recusou a jogar no Corinthians

Se dentro de campo as coisas não parecem muito bem, fora dele a situação piora cada vez mais. Em conversa com a imprensa local, Carlos Manzur revelou que seis jogadores da seleção promoveram uma festa no hotel que a equipe estava concentrada assim que encerraram a participação no torneio continental.

De acordo com os relatos do dirigente, vários atletas se alcoolizaram com cerveja e tequila. Diante das denuncias, a Federação Equatoriana pediu as imagens do hotel para analisar o que aconteceu e punir os ‘festeiros’.

Limpa na Comissão Técnica

Se a expectativa de punição aos jogadores existe, a comissão técnica não deve ficar impune. Com inúmeras críticas por falta de comando e falta de resultados, a permanência e Hernán Darío Gómez é praticamente insustentável e ele deve ser demitido nesta semana.

Contratado para reformular o elenco equatoriano, o treinador falhou na missão e o péssimo relacionamento com os atletas durante a Copa América pesou na decisão da Federação Equatoriana de Futebol.