COMPARTILHE
Foto: Mexsport

Com gols de Arturo Vidal e Eduardo Vargas, o Chile bateu Camarões por 2 a 0 e estreou na Copa das Confederações com o pé direito. Na entrevista coletiva, o técnico Juan Antonio Pizzi definiu o primeiro jogo da La Roja como “quase perfeito”.

Leia Mais: Arturo Vidal critica sistema de árbitro de vídeo na Copa das ConfederaçõesChile bate Camarões com dificuldade na estreia da Copa das Confederações

“Nós apresentamos um primeiro tempo muito bom, com volume de jogo agradável e uma atuação quase perfeita. No segundo tempo Camarões saiu um pouco mais e nos deu a possibilidade de achar espaços na defesa rival. Estou orgulhoso do meu elenco”, afirmou.

Apesar da vitória, a vida chilena poderia ser facilitada caso a equipe não tivesse um gol anulado de maneira errada pela arbitragem através do sistema de vídeo. O comandante do Chile mediu as palavras e entende que a Copa das Confederações é um momento de teste, porém, espera que a sua seleção não seja mais prejudicada.

“Nós precisamos avaliar direitinho esse sistema e evitar que ocorram erros como o de hoje aconteça. Poderíamos ter saído para o vestiário vencendo por 1 a 0, mas não foi possível. Entendo que estamos no meio de um processo experimental e de evolução, porém temos que minimizar muito a chance de erros acontecerem”.

Por fim, Pizzi falou sobre Alexis Sánchez, que começou o duelo no banco de reservas por conta das dores no tornozelo esquerdo e ao entrar em campo participou dos dois gols chilenos.

“Ele está muito feliz no vestiário e satisfeito por ter ajudado a seleção em uma partida muito difícil. Por tudo que passou durante a semana é merecedor dessa felicidade que sente no momento”, finalizou.