COMPARTILHE
Foto: @Elpuntodp

Após sete anos na presidência do Atlético Nacional, Juan Carlos De La Cuesta deixou o comando do clube na última quarta-feira. De acordo com o ex-mandatário, o motivo da saída foi por questões particulares. A partir de agora, o clube Verdolaga será presidido por Andrés Botero Phillipsbourne.

Leia Mais: Claudio Bravo definiu data para deixar a seleção do Chile
Boca Juniors não está otimista com a permanência de Centurión

Na visão de La Cuesta, ele deixa o clube em alta e cumpriu um dos maiores desejos: entrar para a história do Atlético Nacional.

“Saio com a sensação de dever cumprido. O projeto foi muito ambicioso desde o início e vejo que atingimos todos os nossos objetivos iniciais”, expressou o dirigente.

Durante a sua gestão, o Atlético Nacional conquistou 5 títulos da liga, 3 Copas da Colômbia, 2 Superligas e 1 Libertadores da América. Além dessas vitórias, o time colombiano ficou com o vice-campeonato da Sul-Americana em 2014 e chegou ao terceiro lugar no Mundial de Clubes.

Animado com a possibilidade de comandar um dos maiores clubes do continente sul-americano, Andrés Botero Phillipsbourne promete manter o nível de competitividade do Nacional em seu mandato.

“Será a primeira vez que vou comandar uma potência no futebol e espero atender as expectativas. Estou muito animado para dar prosseguimento nesse processo vitorioso dos últimos anos”.