COMPARTILHAR
volta-de-antonio-carlos-agradou-zagueiro-do-juventude-Futebol-Latino-31-10
Foto: AV Assessoria de Imprensa

*Alex Dias de Souza

Nesta sexta-feira no Alfredo Jaconi, Juventude e Ceará fizeram um duelo pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. No confronto, o time de Caxias do Sul levou a melhor ao derrotar o Vozão por 1 a 0.

Leia mais:Ceará visita Juventude na reestreia de Antonio Carlos Zago

Rafael Carioca comemora a chance de jogar contra o Juventude

O gol do triunfo foi marcado pelo meia Ramon. Com o resultado, o Ceará que atualmente possui 58 pontos, além perder a chance de encostar no líder Internacional, corre o risco de ser ultrapassado pelo América-MG, que tem um jogo e um ponto a menos que os nordestinos. Já o Juventude sobe para 7ª colocação e ainda sonha mesmo de maneira remota, com o acesso a Série A do Brasileiro.
O jogo

N primeira etapa, o Juventude tinha mais posse de bola e pressionava o Ceará, que se defendia bem e segurava as investidas dos donos da casa. De tanto pressionar, o Juventude quase marcou quando Leílson recebeu de Ramon, pegou de primeira e por pouco não marcou o primeiro.

O Ceará estava mais tímido. Ao longo do primeiro tempo, as melhores jogadas vinham através das bolas paradas. Ainda assim, o lance mais perigoso aconteceu depois de uma cobrança de escanteio. Na sequência, Rafael Carioca subiu para o cabeceio, mas a defesa do Juventude foi mais rápida e mandou a bola para longe da área.

Na segunda etapa, o time de Caxias tomou a iniciativa e foi pra cima do Ceará, que também melhorou no jogo e fez a partida ficar equilibrada.  Mesmo tendo mais posse de bola e controle do jogo, o Vozão viu o Juventude marcar o gol da vitória aos 17 minutos, com Ramon.

No Lance, após cruzamento na área, o meia apareceu como elemento surpresa, para concluir muito bem e surpreender o goleiro Éverson.

O Ceará até tentou pressionar, mas não conseguiu superar o setor defensivo do Juventude, que soube administrar a vitória que interrompeu a boa sequência do Ceará e quebrou um jejum de 5 jogos sem vitória dos donos da casa.