Foto: AFP

No Paraguai, o Libertad foi efetivo, aproveitou a melhor chance que teve e bateu o Atlético Nacional por 1 a 0. Com o resultado, o time paraguaio precisa de um simples empate para chegar a fase de grupos. Já o Verdolaga tem que vencer por dois gols. A volta acontece na próxima quinta-feira, em Medellín.

Leia Mais: Bahia empata com o Liverpool-URU e está fora da Copa Sul-Americana

O duelo

Na primeira metade da etapa inicial o Libertad teve mais posse de bola. O time paraguaio explorava os lados do campo e tentava envolver a zaga colombiana. Porém, o time da casa apostou muito no jogo aéreo e não teve nenhuma chance clara.

Por outro lado, o Nacional jogava no erro do adversário e criou boas chances com o atacante Duarte. Na primeira, ele ficou livre na entrada da área, mas parou em Martín Silva. Na segunda, ele aproveitou a bobeira da zaga e soltou o pé. A bola ganhou velocidade e carimbou a trave.

Nos minutos finais, o Atlético Nacional teve mais uma oportunidade com o centroavante. No cruzamento da esquerda, Duarte apareceu sozinho e furou na hora da conclusão. Do banco de reservas, o técnico Paulo Autuori foi ao delírio.

No segundo tempo o Libertad voltou mais presente no campo de ataque e Cardozo era acionado. Na primeira chance, o camisa 9 tentou encobrir o goleiro que conseguiu defender. Na segunda o artilheiro não perdoou. Na cobrança de falta, a defesa não acompanhou e sozinho, o matador não desperdiçou.

Na casa dos 28 minutos o lance mais inacreditável do jogo. O goleiro Martín Silva tentou evitar a saída da bola na linha de fundo, mas falhou grosseiramente e a pelota ficou limpa para Duarte, que sem goleiro, carimbou a trave. Na sobra, a zaga mandou para a lateral.

Pouco depois do Libertad teve a chance de matar o confronto. O goleiro do Atlético Nacional saiu errado e entregou a bola no pé de Riveros, que tocou para Martínez. O atacante tirou a marcação e chutou para fora.

Na chance derradeira do Atlético Nacional, o time Verdolaga trabalhou muito bem de maneira coletiva e Candelo cruzou na medida para Aldo Ramírez. O camisa 18 chutou colocado e acertou o travessão.