SHARE
O brasileiro Oscar veste a camisa de seu novo clube (Foto:Reprodução)

*Alex Dias de Souza

Com economia forte e clubes esbanjando dinheiro, cada vez mais estão se abrindo as portas para o futebol na China. No campeonato chinês em menos de dois anos, jogadores como  Jackson Martinez, Ramires, Lavezzi, Hulk, Oscar entre outros encararam o desafio de mudar radicalmente a trilha no mapa do futebol em busca da independência financeira.

Leia mais: Tévez fala sobre seu futuro e a possibilidade de ir para a China
Futebol da China tem um novo alvo de peso para integrar a sua liga

O Brasil que sempre foi um mercado exportador de jogador, já viu este poder de compra. Nos últimos anos, os clubes chineses estão gastando mais. As transferências, para recrutar jogadores de grande nome, tem movido muito dinheiro ao redor do mundo.

Tudo isso, vem mostrando que a China está se tornando uma grande ameaça para os times dos principais campeonatos da América e da Europa, isso porque a intenção dos clubes da liga chinesa é fortalecer e crescer a partir da contratação de grandes jogadores, para aproveitar também o ponto de vista da mídia.

A equipe do Shanghai SIPG  pagou mais de 60 milhões euros para a transferência do brasileiro Oscar, que se tornou o mais caro da história do futebol chinês. E o gasto não para por aí, já que a seguir, os cofres poderão se abrir novamente para trazer o argentino Carlos Tevez.

Outros nomes especulados, são os do também argentino Ángel di María e do chileno destaque do Arsenal Alexis Sánchez.

Os investimentos não se limitam somente a contratação de técnicos e jogadores, o dinheiro também é injetado em outros países.

Wang Jianlin, fundador do Wanda Group, e  homem mais rico da China desde 2015, adquiriu 20% do Atlético de Madrid, da Espanha por US$ 45 milhões.

No fim do ano, a firma de investimentos China Media Capital foi além disso e pagou US$ 400 milhões por 13% do Manchester City, da Inglaterra,  após o presidente chinês Xi Jinping visitar o clube e tirar selfies com os jogadores, entre eles o argentino Sergio Agüero.