Foto: AFA

Na última terça-feira (15), o técnico da seleção da Argentina, Lionel Scaloni, divulgou ao público uma lista com 36 nomes pré-selecionados para a disputa da Copa América no Brasil tentando conquistar uma taça que não vai para a galeria Albiceleste desde o ano de 1993.

Leia mais: Millonarios e Deportivo Pasto vencem no Quadrangular do Campeonato Colombiano
The Strongest é o destaque no início da 24ª rodada do Apertura na Bolívia

Dentro dessa convocação, os nomes mais conhecidos do grande público que acabaram ficando de fora das escolhas de Scaloni foram dois atletas que estão em baixa no futebol inglês: o goleiro Sergio Romero (Manchester United) e o atacante Gonzalo Higuaín, emprestado pela Juventus (Itália) ao Chelsea.

Por sua vez, outras figuras carimbadas nos últimos anos que acabaram recebendo críticas pesadas mediante a falta de conquistas marcantes foram lembradas: Nicolás Otamendi, Sergio Aguero (ambos do Manchester City – Inglaterra), Ángel Di María (PSG – França) e Lionel Messi (Barcelona – Espanha).

Com uma distensão muscular, quem tem chances consideráveis de acabar sendo cortados por problemas físicos é o jovem Matías Zaracho, um dos bons valores do Racing na campanha que resultou no título da Superliga Argentina de 2018/2019.

Confira a pré-lista da Argentina para a Copa América:

Goleiros: Franco Armani (River Plate), Esteban Andrada (Boca Juniors), Agustín Marchesín (América), Juan Musso (Udinese – Itália) e Gerónimo Rulli (Real Sociedad – Espanha);

Defensores: Nicolás Otamendi (Manchester City – Inglaterra),Renzo Saravia (Racing), Marcos Acuña (Sporting Lisboa – Portugal), Gabriel Mercado (Sevilla – Espanha), Germán Pezzella (Fiorentina – Itália), Walter Kanemann (Grêmio), Nicolás Tagliafico (Ajax – Holanda), Ramiro Funes Mori (Villarreal – Espanha), Gonzalo Montiel (River Plate), Leonardo Sigali (Racing) e Juan Foyth (Tottenham – Inglaterra);

Meio-campistas: Guido Rodríguez (América), Leandro Paredes (Paris Saint Germain – França), Giovani Lo Celso (Betis – Espanha), Exequiel Palacios (River Plate), Roberto Pereyra (Watford – Inglaterra), Rodrigo De Paul (Udinese – Itália), Matías Zaracho (Racing), Ángel Di María (Paris Saint Germain – França), Gonzalo Martínez (Atlanta United), Paulo Dybala (Juventus – Itália), Iván Marcone (Boca Juniors), Maximiliano Meza (Monterrey), Ignacio Fernández (River Plate) e Manuel Lanzini (West Ham – Inglaterra);

Atacantes: Mauro Icardi (Internazionale – Itália), Ángel Correa (Atlético de Madrid – Espanha), Lionel Messi (Barcelona – Espanha), Sergio Agüero (Manchester City – Inglaterra), Lautaro Martínez (Internazionale – Itália) e Matías Suárez (River Plate).