COMPARTILHAR
Foto: Divulgação

Interminável, Sebastián Loco Abreu foi apresentado ao Central Español, do Uruguai. Este será o 24º clube na carreira do atacante uruguaio que já está com 40 anos. Apesar da idade avançada, o jogador que ultrapassar Lutz Pfannenstiel, que jogou por 25 clubes ao longo da sua trajetória no futebol.

Leia Mais: Revelação venezuelana é destaque do Campeonato Chileno
Tio de torcedor do Belgrano morto no estádio escreve carta emocionante

Em entrevista ao site Infobae, Loco Abreu falou sobre esse objetivo da carreira de forma tranquila, sem se preocupar com o que os outros pensam da sua longevidade no esporte.

“É uma meta que tracei na minha carreira. Vou me preparar e quebrar esse recorde antes da minha aposentadoria. Tentei acertar com algum clube da primeira divisão, mas como não podia mais ser inscrito, resolvi optar por jogar na segunda. Vamos ver como as coisas se desenrolam por aqui depois da metade do ano. Estou empolgado para entrar no Guinness”, afirmou.

No bate-papo, Loco Abreu também falou sobre as ligas mais equilibradas que disputou e citou o Campeonato Brasileiro como um dos torneios mais difíceis.

“Joguei 10 ligas ao todo e sempre coloco quatro como as mais equilibradas: Espanhola, Brasileira, Mexicana e Argentina”, revelou.

Sobre os clubes que ele mais gostou de jogar, o atacante foi político e fugiu de qualquer polêmica. “É difícil eleger um clube, pois foram momentos diferentes em minha carreira. É claro que em 23 anos no futebol você pega carinho por alguns e coloco San Lorenzo, River Plate, Botafogo, Rosario Central e Nacional entre os cinco melhores que defendi”.

Por fim, Loco rasgou elogios a Luis Suárez. Na visão do jogador, o atacante do Barcelona é o maior camisa 9 da história do futebol uruguaio.

“Nós temos alguns jogadores fantásticos na história da seleção uruguaia e do futebol nacional, mas o Suárez é acima da média. Ele está à frente de Ruben Sosa e Enzo Francescoli”, finalizou.