maradona-faz-criticas-a-mandato-de-gianni-infantino-na-fifa-Futebol-Latino-07-03
Foto: Rashide Frias/AFP

*Por Mônica Alvernaz

O tempo passa, mas o jeito polêmico de Diego Maradona não muda. Após o Dorados de Sinaloa, equipe que comanda desde 2018, tomar empate no último minuto, o técnico argentino não poupou críticas na coletiva de imprensa.

Leia mais: Gol número 10 mil do Estádio Azteca pode ser anotado neste sábado
Argentina leva a melhor no clássico contra o Uruguai

Em sua declaração, Maradona deixou claro que se sentiu prejudicado pela arbitragem da partida. “Vou falar com o presidente. Existiu um pênalti muito claro no Escoto”.

Ainda na coletiva, o técnico argentino destacou acreditar que é o culpado indireto pelas não marcações da arbitragem e ameaçou deixar o clube. “Sabe por que não marcam? Porque amanhã vocês vão dizer que só marcou porque era a equipe do Maradona. Então, se estou fazendo mal ao Dorados, vou embora”.

Demonstrando muita insatisfação o técnico chegou a citar em campanha contra ele no futebol mexicano. Apesar disso, Maradona garantiu a permanência na equipe falando da continuidade do trabalho. “Estou triste, mas amanhã começo a trabalhar. A próxima partida é vida ou morte e nós queremos entrar em la Liguilla”.

Atualmente, a equipe comandada por Diego Maradona ocupa o terceiro lugar da tabela de classificação. Até o momento são 19 pontos somados, oriundos de cinco vitórias, quatro empates e quatro derrotas.

Depois de perder o último Apertura para o San Luis, a equipe de Maradona foca em vencer o Clausura. Caso confirme o título na competição, o Dorados poderá disputar com o San Luis uma vaga na primeira divisão mexicana para a próxima temporada.