SHARE
maradona-sera-embaixador-mundial-da-fifa-crava-imprensa-argentina-Futebol-Latino-22-01
Foto: AFP

Após “cutucar” o presidente Donald Trump, dos Estados Unidos, o argentino Diego Armando Maradona teve seu visto negado pelo governo norte-americano para entrar na Terra do Tio Sam.

Leia Mais: Atlético-MG é amplo favorito em duelo na Copa do Brasil
Santa Cruz consegue, diante do Treze, primeira vitória de 2018

O atual treinador do FC Fujairah, dos Emirados Árabes, está no meio de uma briga judicial com a ex-mulher Claudia Vilafañe e precisava do visto para comparecer ao julgamento, na cidade de Miami.

Inconformado com a atitude do governo americano, Matias Morla, advogado de Dom Diego, explicou a situação.

“Maradona participou de um programa de TV e foi questionado sobre Trump. Eu já tinha avisado para ele medir as palavras, mas Diego não se conteve e chamou o mandatário de gordo. Agora não tem a liberação do visto e não pode comparecer ao julgamento”, afirmou.

Sem ter a entrada liberada nos Estados Unidos, o jeito será acompanhar o julgamento à distância e torcer pelo advogado.