SHARE
Foto: Reprodução

*Alex Dias de Souza

Toda vez que se fala Diego Armando Maradona, o mundo do futebol se surpreende. E desta vez, não foi diferente, já que o ex-jogador atirou para todos os lados.

Leia mais: Crise sem fim: clubes argentinos sofrem com a falta de dinheiro
Jogadores do Newell’s Old Boys entram em greve por atrasos salariais

Em entrevista a imprensa argentina, o ex-jogador afirmou que planeja uma completa mudança no funcionamento do futebol argentino com o intuito de defender os direitos dos jogadores.

“Eu vim para FIFA para limpar a AFA. E eu vou fazer isso. Se eu tiver que pisar em cabeças, eu vou. Eu não vou perdoar ninguém. Eu já disse ao Infantino que queremos uma forma transparente como a FIFA, queremos o mesmo para a AFA. Infantino quer me dar o martelo do golpe final. Na AFA, eu quero pessoas honestas que não roubam. Precisamos de  homens com nobreza, dignidade e que não queiram ficar ricos com a bola. Temos que dar um basta”, disparou Maradona em entrevista a rádio Rivadavia.

Durante a entrevista, Maradona também criticou a situação do campeonato local, que vive grave crise financeira. O ídolo defendeu a postura dos jogadores que entraram em greve nos seus respectivos clubes e também revelou seu desejo de trabalhar no mundo do futebol.

“Queremos caras novas para nos defender e dizer: Se você não me pagar, como todo trabalhador, eu não vou correr atrás de uma bola. Eu estou condenado a trabalhar, digo isso sem orgulho, mas o futebol precisa de mim”, finalizou.

SHARE

A redação do site pioneiro em informações detalhadas a respeito do futebol na América Latina trabalha sempre para unir qualidade e dinamismo a um conceito moderno de jornalismo esportivo.