SHARE
Foto: AFP/Carlitos Tévez

*Por Rodrigo Sturaro

Mesmo com a má fase do Boca Juniors na temporada, onde ocupa apenas a 10ª colocação no Campeonato Argentino e não tem mais chance de disputar a Libertadores em 2017, o atacante Carlos Tévez encontra quem defenda sua convocação para a seleção argentina.

Leia mais: Vivendo mal momento no México, Cardona pode reforçar equipe na Libertadores

Boca Ratón FC mira divulgação da marca em território brasileiro

Considerado um dos principais culpados pelo momento vivido pelo clube xeneize, Tévez foi defendido por Diego Maradona. O ex-camisa 10 do Boca e da Argentina enalteceu o fato de Carlitos ter deixado a Europa para voltar ao seu país e afirmou que o atacante deveria ganhar uma nova chance na seleção.

“Só posso dizer que amo Carlitos e que sou grato a ele por voltar à Argentina quando havia dez países onde ele poderia jogar. Hoje não há nenhum nome ou sobrenome que seja maior que o de Carlos Tévez”, disse Maradona ao jornal Clarín.

“Peço apenas que não encham o saco dele, que deixem ele jogar. Ele tem duas coisas grandes no meio das pernas para se bancar no Boca, na seleção e onde o quiserem. Ele me demonstrou isso, e por isso é meu amigo. Deus queira que Bauza o convoque. E se tiver que resolver algo com alguém, que o façam cara a cara”, concluiu Maradona.

  • LUIZÃO

    “Ele tem duas coisas grandes no meio das pernas… Ele demonstrou isso a mim”
    Hmmmmm Maradona!!