SHARE
posto-assistente-argentina-olimpiadas-nao-deve-ser-maradona-Futebol-Latino-06-07
Foto: AFP

*Por Tiago Emanuel

“El Pibe” Maradona ratificou seu desejo de ver a seleção argentina atuar contra o Chile pela 13ª rodada das Eliminatórias para a Copa de 2018 no estádio do Boca Juniors, a La Bombonera. Na quinta colocação da competição, a partida contra os chilenos em casa é considerada por toda mídia portenha como importantíssima na busca pela vaga.

Leia mais: Chapecoense empata de novo com o San Lorenzo e está na final da Sul-Americana
Há 35 anos, diante do Cobreloa, o Flamengo conquistava a América

O carinho pelo estádio do seu clube do coração é notável por todos. Em entrevista à Rádio La Red, Maradona falou emocionado: “Estou a favor que a seleção jogue no templo, na Bombonera. É o estádio mais lindo que pode ter um jogador para buscar o resultado.”

Na oportunidade, o ídolo máximo dos hermanos, ironizou o rival River Plate. Insinuando que Los Millonarios cobram aluguel à AFA para sediar os jogos da seleção, completou com sua acidez característica: “Nós não alugamos o estádio à AFA, o cedemos. E se for preciso pagar o aluguel do estádio do Boca, eu o pago.”

A 13ª rodada das Eliminatórias acontece no dia 23 de março e ainda terá Colômbia x Bolívia, Paraguai x Equador, Uruguai x Brasil e Venezuela x Peru. A seis rodadas do fim, a Argentina está na quinta colocação, e neste momento disputa a repescagem contra uma seleção da Oceania.

A última partida jogada pela Albiceleste na Bombonera foi em 2012, em um amistoso contra o Brasil. Pelas Eliminatórias, porém, o último adversário foi a Colômbia em novembro de 1997.