Foto: Divulgação

Ídolo no River Plate, o meia Pity Martínez se despediu da equipe no último sábado após o duelo contra o Kashima Antlers, pelo Mundial de Clubes. Após quatro anos no Monumental de Núñez, o atleta está a caminho do Atlanta United, da Major League Soccer.

Leia Mais: Guerrero já projeta duelos entre Internacional e Alianza Lima na Libertadores 2019

Na coletiva de imprensa, o técnico Marcelo Gallardo falou sobre Pity Martínez e como não poderia ser diferente, rasgou elogios ao atleta. Porém, ressaltou que, o futebol apresentado pelo jogador, o capacita para jogar em uma liga maior que a MLS.

“Falei com ele e o parabenizei pelo jogo que fez. Não existe despedida melhor do que marcar gols e ganhar. Desejo felicidade e que ele possa dar continuidade nos Estados Unidos”.

“Sem desmerecer a MLS, pois joguei lá entre 2007 e 2008, mas a MLS não despontou como parecia. Por conhecer o jogador de perto, acredito que ele tem a capacidade de jogar em uma competição maior. Talvez a liga dos EUA seja um trampolim e ele tenha uma chance em outro país em breve”, completou.

Com a saída de Pity Martínez, o River Plate precisa buscar no mercado um substituto a altura para tomar conta do meio-campo. Recentemente, o nome de Edwin Cardona surgiu com força, mas ao que tudo indica, o negócio esfriou.