SHARE
Foto: Divulgação

Campeão de praticamente todas as competições pelo River Plate, Marcelo Gallardo viveu uma situação complicada nas últimas semanas. Após ser eliminado de maneira trágica na Libertadores da América pelo Lanús e derrotado pelo Boca Juniors dentro de casa, a permanência do comandante ficou ameaçada.

Leia Mais: Última chance para Honduras e Peru
Coreia do Sul mostra eficiência e supera Colômbia em amistoso

Apesar de todas as especulações sobre o seu futuro, o treinador concedeu entrevista coletiva e se colocou à disposição para continuar o trabalho em 2018.

“Meu trabalho evoluiu muito dentro do clube nos últimos anos e tenho vontade de permanecer. Tem uma eleição presidencial no mês que vem e afirmei aos quatro candidatos que pretendo permanecer ano que vem”, afirmou.

Vale lembrar que, a eleição para definir o próximo presidente do River Plate acontece dia 3 de dezembro. Além de Rodolfo D’Onofrio que luta para se reeleger no cargo, Antonio Caselli, Carlos Trillo e Leonardo Barujel estão na disputa.

De acordo com as informações apuradas pelo Futebol Latino, D’Onofrio é o favorito para vencer. O dirigente é idolatrado pela torcida e somente uma catástrofe o tira do cargo.