COMPARTILHE
Foto: Getty Images

*Por Tiago Emanuel

O difícil momento vivido pela seleção argentina nas Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia em 2018 tem causado tristeza aos torcedores locais, e diversos ícones do futebol portenho têm buscado entender este momento.

Leia mais: Everton garante vaga na semifinal da Copa do Chile
Após derrota, Arce muda oito titulares na equipe do Paraguai

Mario Kempes, campeão do mundo com a Argentina em 1978, foi categórico ao afirmar: “Se é verdade o que se diz, que esta é uma seleção de amigos de Messi, que demonstrem isto em campo e se comportem como tais.”

A frase diz respeito a algumas afirmações da mídia argentina, tentando afirmar a unidade do grupo. A seleção, atual sexta colocada na competição e provisoriamente fora da repescagem, busca a todo custo uma recuperação contra a terceira colocada Colômbia, hoje à noite.

Os hermanos somam 16 pontos em 11 rodadas e só venceram uma das últimas cinco partidas disputadas. O trabalho do técnico está por um fio, não sendo mais unanimidade na AFA.

Kempes também se manifestou em relação ao nível de futebol dos selecionados por Bauza, e diz que não é aí que reside o problema:

“Não entendo por que passamos por esta situação. Temos a melhor geração do futebol argentino na história, porém chegaram a três finais e perderam as três.” Apesar de revelar craques para o mundo, a Argentina não conquista uma competição desde 1993, quando venceu a Copa América no Equador.

COMPARTILHE
A redação do site pioneiro em informações detalhadas a respeito do futebol na América Latina trabalha sempre para unir qualidade e dinamismo a um conceito moderno de jornalismo esportivo.