*Por Juliano Rangel

Ex-atacante do Boca Juniors e atualmente trabalhando como treinador, Martín Palermo deixou o cargo de técnico do Unión Española na noite do último sábado (03). Após a equipe empatar em 2 a 2 com Everton, pela 28ª rodada do campeonato chileno, o argentino pediu demissão.

Leia mais: James Rodríguez pede a seu agente para retornar ao Real Madrid

Ex-capitão do Nacional-URU mantém a forma jogando Futebol 7

De acordo com a rádio chilena Bio-Bio, Palermo, que chegou a clube chileno em 2016, será substituído pelo então gerente de futebol da equipe, Fernando Díaz, que tentará nas rodadas finais classificar o time para a Copa Sul-Americana de 2019.

Pela equipe chilena, o treinador de 44 anos teve um retrospecto de 94 partidas, com 40 vitórias, 27 empates e 27 derrotas. Palermo foi vice-campeão chileno na temporada 2017 e deixa o clube na 8ª colocação do campeonato nacional. Anteriormente, o argentino comandou o Arsernal de Sarandí e o Godoy Cruz.