O meia brasileiro Rodolfo, aos 25 anos de idade, está vivendo pela primeira vez em sua trajetória profissional a experiência de jogar fora do Brasil ao vestir a camisa do Al Hazm, da Arábia Saudita.

Leia mais: Preços inflacionados para assistir Boca Juniors x River Plate
Com decisão da Federação Peruana, Universitario se livra do rebaixamento

Para ele, o processo de adaptação passado de maneira tranquila tem sido extremamente importante para que ele possa se concentrar apenas em desempenhar seu futebol:

“Estou muito feliz com esse início no futebol árabe. Minha adaptação foi muito rápida. Estou motivado para a sequência da temporada. Desde de o início fui muito bem recebido por todos aqui e isso ajudou bastante. Vou continuar me dedicando ao máximo para que esse ano seja muito especial para mim em todos os sentidos.”

Depois de oito rodadas da Premier League saudita, o clube de Rodolfo não faz um bom início de competição com quatro derrotas, dois empates e duas vitórias na 11ª posição do torneio que . Mesmo assim, o atleta entende que existe qualidade suficiente para buscar objetivos audaciosos no biênio 2018/2019:

“Temos um bom elenco, competitivo e que pode fazer uma grande temporada este ano. Todos estão muito confiantes nisso. Vamos trabalhar para fazer um campeonato seguro e para chegarmos o mais distante possível nas copas locais.”

Ao todo, o elenco do Al Hazm possui, além de Rodolfo, outros cinco latinos: Os brasileiros Alemão (zagueiro) e Muralha (meio-campista), o meio-campista equatoriano Carlos Feraud além do centroavante boliviano Gilbert Álvarez.