fabinho-critica-estranha-coincidencia-envolvendo-o-psg-Futebol-Latino-13-01
Foto: AFP

*Por Mônica Alvernaz

Nem sempre adaptar-se a um novo estilo de jogo fora de seu país natal é simples. Apesar das diferenças, o meia Fabinho, que defende o Liverpool desde o início da temporada inglesa, afirma estar adaptado ao clube.

Leia mais: Veja como foi o desempenho de Loco Abreu no retorno ao futebol brasileiro
Ex-Ponte e Ceará, Thiago Leitão estreia como técnico no Aurora

Durante entrevista, ele acredita que os treinamentos antes da temporada iniciar foram fundamentais na preparação. “Acho que me adaptei bem a isso mesmo quando, como jogador, gosto de segurar a bola por mais tempo. A pré-temporada foi ótima para mim”.

Apesar de ter chegado ao clube no início da temporada, ele demorou um pouco para conseguir engrenar na equipe. Apesar disso, o meia se mostrou tranquilo quanto ao tempo que aguardou. “Estava esperando por oportunidades logo no início, mas sabia que isso poderia acontecer, sabia que precisava ser paciente, trabalhar duro e que quando a chance aparecesse, já havia me adaptado e pude ver o que a equipe estava tentando fazer, e estava nesse ritmo”.

Depois de tanto aguardar, Fabinho comemora a boa fase e a confiança de Jürgen Klopp, treinador do Liverpool. “Sempre achei que era uma questão de tempo. Obviamente, eu queria começar de imediato, mas isso não aconteceu como eu esperava. Sabia que com o trabalho, com a aprendizagem, isso aconteceria e agora o treinador me vê como alguém em quem ele pode confiar”.

Aos 25 anos, Fabinho tem no Liverpool sua terceira oportunidade no exterior. Anteriormente, ele vestiu as camisas do Real Madrid e do Mônaco, sendo este último o clube que estava antes de se transferir para o futebol inglês. No Brasil, ele começou a carreira nas divisões de base do Paulínia, deu sequência, ainda na base, do Fluminense, clube que defendeu antes de deixar o Brasil rumo à Espanha em 2012.