Foto: Jorge Sánchez

Vice-campeão da Libertadores, o Boca Juniors vive um momento de incertezas no elenco. Alguns jogadores estão perto de encerrar seu vínculo com o clube e não sabem se continuam ou não na La Bombonera na próxima temporada.

Leia Mais: Confira o faturamento de cada participante da Copa Sul-Americana 2018
Maradona é punido mais uma vez no futebol mexicano

Um dos que vivem essa dúvida é o meia Edwin Cardona. O jogador pertence ao Monterrey, do México, mas está emprestado ao Boca até 31 de dezembro. No momento, ele aguarda um contato da diretoria para saber se fica no clube.

Em conversa com a imprensa mexicana, Lucas Jaramillo, empresário de Cardona, deixou claro que está no aguardo da decisão de Guillermo Barros Schelotto, que não tem utilizado o seu atleta nos últimos jogos da temporada.

“Conversei com a diretoria do Boca Juniors e ouvi que só terei um retorno sobre renovação de contrato quando o Schelotto decidir o seu futuro. Ele não tem utilizado o Cardona e, se resolver ficar, o atleta volta ao Monterrey”, afirmou ao diário Once.

Caso o time da La Bombonera opte por ficar em definitivo com o meia colombiano terá que desembolsar US$ 7 milhões.
Schelotto negocia a renovação

Apesar dos inúmeros boatos para deixar o Boca Juniors, o técnico recebeu uma proposta para continuar na equipe até o fim de 2019. O seu atual contrato encerra no fim de dezembro e prometeu responder a oferta até o fim da semana.