O Sportivo Trinidense surpreendeu muita gente na noite da última quarta-feira e eliminou o Olimpia da Copa Paraguai. Após o empate por 1 a 1 nos 90 minutos, a partida foi decidida nos pênaltis e venceu por 4 a 2.

Leia Mais: Atacante da Colômbia valoriza convocação para amistosos
Boca Juniors divulga vídeo motivacional para jogadores e torcida

Apesar da festa pela vaga, a comemoração de Vladmir Marín, do Trinidense, roubou a cena dos torcedores. Assim que acertou seu pênalti, o atacante começou a bater uma mão na outra e gritar efusivamente, em gesto de fúria.

Através das redes sociais, o atacante explicou a vibração e relembrou a mágoa com a diretoria do Decano, que na temporada 2012 o afastou por ato de indisciplina, mas segundo o atleta, não pagou a rescisão.

“A comemoração foi um motivo de protesto contra o Olimpia. Eu quero que o presidente me pague. Assim como todos os jogadores, eu também luto pelos meus direitos, mas o presidente não me atende”, disparou.

Com o feito épico, o Sportivo Trinidense avançou para as oitavas de final da Copa Paraguai e espera o sorteio para descobrir quem será próximo adversário.