meia-peruano-comenta-sobre-experiencia-frustrada-no-brasil-Futebol-Latino-07-01
Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC

Para todo jogador que atua nos demais países da América do Sul, principalmente, a chance de jogar no futebol brasileiro sempre é bem vista. Algo que, no caso do meio-campista peruano Victor Cedrón, não era diferente e que ele realizou ao deixar o Melgar para vestir a camisa do Figueirense.

Leia mais: Racing publica mensagem de despedida para Gustavo Bou
Velho conhecido é apresentado como técnico no Real Potosí

Contudo, em recente entrevista dada a emissora Gol Perú, ele revelou que o seu sonho acabou se tornando um verdadeiro problema principalmente no aspecto financeiro já que o atleta precisou ir a justiça para receber, pelo menos, seis meses de salários atrasados do time catarinense.

“Serviu de experiência, se é que podemos colocar assim, porque economicamente e futebolisticamente não foi o melhor. Aconteceu tudo em um ano que o Brasil passou por uma crise e isso acabou fazendo com que o Figueirense não estivesse bem. Aprendi bastante, jogar lá (no Brasil) é o mais difícil que há, mas estou preparado para o que vem esse ano no Peru”, disse o agora reforço do Unión Comercio.

Aos 25 anos de idade, Victor Cedrón revela que teve a oportunidade de retornar ao clube que o revelou, a Universidad César Vallejo. Porém, “questões econômicas” o fizeram priorizar o acerto com o clube de Nueva Cajamarca.