Foto: Divulgação

Em Arequipa, o Melgar fez valer o fator casa e derrotou a Universidad de Chile por 1 a 0. O único gol do confronto saiu através de Arias. Com o placar, o time peruano joga por um simples empate. Já a La U precisa vencer por dois gols de diferença.

Leia Mais: Ricardo Oliveira brilha, mas Atlético-MG cede empate ao Danubio
A estreita relação de Buenos Aires com o futebol

O jogo da volta acontece no dia 13 de fevereiro, no estádio Nacional de Santiago, no Chile.

O confronto

Os primeiros minutos foram marcados por uma grande correria. Embalado pela torcida, o Melgar resolveu arriscar de fora da área e deu trabalho ao goleiro Herrera, que rebateu um torpedo de Cuesta.

Com um pouco mais de dificuldade para chegar ao ataque, a La U também assustou em chute de fora da área. Ubilla recebeu na intermediária, avançou e disparou. A bola caiu rápido e acertou o travessão de Cáceda.

Mesmo com o domínio dentro de campo, o time peruano trocava passes na intermediária, mas na hora de finalizar se enrolava e era bloqueado pela zaga chilena.

Na etapa final a postura do Melgar veio ainda mais ofensiva. Logo nos primeiros minutos, Arias achou Posito, que limpou a marcação e obrigou Johnny Herrera a trabalhar. No rebote, Sánchez cabeceou para fora.

A torcida peruana ficou empolgada com o lance e aos 8 minutos não teve jeito. Arias recebeu com liberdade na intermediária, ajeitou e encheu o pé. A bola ganhou altura e morreu no ângulo de Herrera, 1 a 0.

Minutos depois sofrer o gol, a La U teve a grande chance de empatar. Em rápido contra-ataque, o zagueiro do Melgar cortou um passe na grande área com a mão e Anderson Daronco deu pênalti. Na cobrança, Rodríguez colocou tanta força, que a bola parou na arquibancada.

Frágil no sistema defensivo, a Universidad de Chile por pouco não levou o segundo. Na cobrança de escanteio, Leyva cabeceou e acertou o travessão. Na sobra, uma verdadeira confusão até Nico Freitas pegar de primeira. A bola desviou no zagueiro e Herrera salvou no reflexo.

Insatisfeito com a pouca produtividade no ataque, Frank Kudelka promoveu a entrada do recém-contratado Gabriel Torres. O atacante disparou em velocidade, invadiu a área, mas na conclusão isolou por cima do gol.